SBSA 2017

Lu Bubba da Tyson Foods revela os segredos da gigante China

Author: Anonym/quinta-feira, 6 de abril de 2017/Categories: SBSA-2017

Rate this article:
No rating

O Dr. Lu Bubba, de forma muito descontraída e simpática falou sobre “Novas tecnologias para a produção avícola – Experiência Chinesa”. Bubba é doutor na área de Nutrição das Aves, pela Universidade de Arkansas, Estados Unidos. Atualmente é gerente sênior na TYSON FOODS Shanghai, China.

Na palestra Bubba destacou que a carne de frango será cada vez mais popular em solo chinês, especialmente para o consumo doméstico devido a preços e preocupações ambientais. “A importação de produtos de frango branco aumentou 43,6% em 2016, um recorde desde 2010, proporcionando uma oportunidade brilhante para a indústria brasileira de frangos de corte”.

Segundo Bubba, a partir de 1980 a indústria de frangos na China registra um desenvolvimento e crescimento significativo, embalada pelo PIB nacional acima de 8%. A população de 1,37 bilhão e o aumento do padrão de vida a partir da renda disponível promoverá um maior consumo de carnes.
 
Dados da China Animal Agriculture Association apontam que a produção de frangos de corte total atingiu 8,42 bilhões em 2016, ranking número dois do mundo. O consumo per capita de carne de frango aumentou de 1,03 kg em 1984 para cerca de 10 kg, o que no entanto é apenas cerca de 20% do consumo no Brasil. A China tem menos de 9% da terra arável mundial, mas tem que alimentar 20% da população mundial. “Com recursos limitados para cultivar frangos e regulamentos ambientais, a indústria chinesa de frangos de corte precisa de novas tecnologias e práticas para enfrentar alguns desses desafios”, salienta o especialista. Desafios estes que envolveram enfrentar a Influenza aviária e escândalos de segurança alimentar que afetaram a demanda e a oferta. Em janeiro de 2017, um novo surto de H7N9 colocou o país em alerta.
 
Apesar disso, a carne de frango é a segunda mais consumida na China, representando 15% do consumo total de proteínas. Os volumes de importação também vem aumentando consideravelmente nos últimos seis anos. Com um número crescente de plantas brasileiras aprovadas para o mercado chinês, essa tendência deverá continuar. “Os pés de galinha brasileiros são altamente competitivos no mercado chinês. As exportações para a China passaram de praticamente nada na virada da década para o segundo maior mercado de exportação para o Brasil”, salienta Bubba.

Number of views (133)/Comments (0)

Tags:

Please login or register to post comments.

Destaques



O Setor Avícola é um veículo de propriedade do Grupo Agro.

Endereço: Bairro Santa Maria, Rua Curitiba, 727d. CEP 89812150. Chapecó - SC.

Telefone: (49) 3304 - 9240.